Uncategorized

Querido Palestra

Clube idealizado por italianos em homenagem à agremiação da capital paulista, hoje vive longe da visibilidade e dos resultados positivos, mas guarda grandes recordações do passado.

Por: Leandro Massoni

Palestra de São Bernardo

Se você acha existe apenas um “Palestra” em São Paulo, no caso, a Sociedade Esportiva Palmeiras, se enganou. E o clube não é da capital, e sim do interior. O Palestra do qual estamos falando está localizado na cidade de São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo. Fundado em 1º de Setembro de 1935, no mesmo ano de nascimento do São Paulo Futebol Clube, suas cores puxaram o rival do tricolor paulista, o verde e o branco.

Como surgiu o Palestra S.C.?

No ano de 1935, São Bernardo do Campo era uma cidade com aproximadamente oito mil habitantes entre a capital e a Baixada santista. Os moradores referiam-se a cidade como “Villa” como uma forma carinhosa de apelidar, mesmo não sendo mais comarcada da vizinha Santo André. E naquela época, o futebol era uma das poucas diversões da população, que sofria com a depressão econômica.

Alfredo SabatiniAlfredo Sabatini

Filho de comerciantes italianos vindos da Toscana, região central da Itália, Alfredo era considerado um bom jogador atuando pela ponta esquerda pelo eterno rival do Palestra, o E.C. São Bernardo, que foi fundado em 1928. A equipe faria uma viagem a Catanduva e Sabatini acabou ficando de fora por opção do técnico. Uma das versões dessa história conta que ao invés do SBC viajar, uma grande equipe da capital viria até a cidade do ABC. Desde então, Sabatini ficara revoltado com a decisão do treinador e prometera jamais vestir novamente a “jaqueta” do clube.

O fato decepcionou tanto a família de Sabatini que seu pai, Samuel Sabatini, que já estaria frustrado com o fraco andamento do comércio, teria morrido por desgosto. O nome da praça onde fica atualmente o Paço Municipal da cidade, residência da família, leva o nome do pai de Alfredo Sabatini.

A reunião dos amigos

Alfredo resolveu reunir os amigos José de Jorge e Antonio Garcia, prometendo a eles durante uma conversa, sentado na calçada da Praça da Matriz, que fundaria um clube, que segundo Sabatini, “bateria neles”, referindo-se ao E.C. São Bernardo. Então, Alfredo começou a datilografar cartas junto com os amigos para diversos conhecidos convocando-os para uma reunião no Bar e Lanche “Viarregio”, na rua Marechal Deodoro. Visto que o número de imigrantes italianos era alto, sugeriu o nome Palestra Itália de São Bernardo, como forma de homenagear a Societá Sportiva Palestra Italia (que mais tarde, seria Sociedade Esportiva Palmeiras). Os participantes da reunião aceitaram a decisão por unanimidade.

Foram muitos “Palestras” que surgiram após os títulos do time da capital em 1928, 1929 e 1930, mas apenas o Palestra de São Bernardo conseguiu resistir com o tempo e ser a única equipe a levar o nome e disputar campeonatos profissionais.

A mudança de nome

Quando o clube foi fundado, levava o nome de “Palestra Itália de São Bernardo”, representando a heroica colônia italiana da cidade. Só que em 1942, na Segunda Guerra Mundial, devido à obrigação imposta pela criação do Estado Novo do então presidente Getúlio Vargas, o clube do ABC teve de mudar seu nome, retirando apenas o “Itália” para evitar associações com o regime fascista, inimigo do governo brasileiro. O nome Palestra é de origem grega e significa “Praça de Esportes” ou “Academia.” O curioso é que na época, o seu homônimo da capital, não conseguiu manter seu primeiro nome.

O primeiro estádio e morte trágica

A primeira casa do Palestra de São Bernardo era localizada na rua Marechal Deodoro, a via mais famosa da cidade e que hoje se encontra a Praça Lauro Gomes. O time disputou seus primeiros campeonatos oficiais de sua história, de 1949 a 1952, quando teria seu estádio desapropriado para a construção da praça.

Foi uma lembrança nada memorável para a cidade, que foi marcada pelo assassinato de Gumercindo Ferreira da Silva, que levou tiros de funcionários da prefeitura tentando impedi-los de derrubar os muros do campo. Uma trágica história lembrada pelos mais antigos torcedores do Palestra.

Em 2010, em comemoração aos 75 anos do Palestra, o prefeito Luiz Marinho aprovou um pedido do vereador Admir Ferro, filho do ex-jogador do clube, Ferinho, para a construção de um monumento em homenagem à agremiação no local após 60 anos da saída da equipe de sua primeira morada.

O Estádio de Ferrazópolis

Depois de alguns anos, sofrendo com a ausência de uma casa, o clube foi para o bairro de Ferrazópolis, onde conseguiu um terreno desnivelado em um bairro periférico. A vida do Palestra de São Bernardo começava a ser definida. Os seus diretores, abnegados torcedores, começaram a construção de um clube social, com ginásio poliesportivo, campo de futebol e espaço para diversas atividades. E logo, o clube conquistou o bairro humilde, virando referência no esporte.

As rivalidades

O grande rival do Palestra sempre foi o Esporte Clube São Bernardo desde quando nasceu. Nas décadas de 1940 e 1950, as duas equipes fizeram seus maiores confrontos na cidade. O confronto entre as duas agremiações tem dois nomes:  “Clássico Batateiro” ou “Clássico dos Metalúrgicos”. O primeiro título é em função de um apelido que a cidade do ABC recebeu e o segundo oriundo das greves operárias protagonizadas pelos metalúrgicos no fim da Ditadura Militar.

Os moradores mais velhos de São Bernardo dizem que era como uma espécie de “Palmeiras X Corinthians. Apesar da rixa dentro de campo, nunca houveram incidentes entre as torcidas e as diretorias se relacionam de maneira respeitosa e pacífica. Devido às mudanças que os clubes tiveram ao longo dos anos no futebol profissional, ocorreram poucos clássicos. Na década de 1990, com o cruzamento das equipes na 3º e 4º divisão do Campeonato Paulista e a situação decadente em que se encontrava o rival, o Palestra levou a melhor na maioria dos jogos.

O Palestra também teve como rival na década de 1970 o Aliança Clube, fazendo grandes jogos em disputas do Amadorismo. Até mesmo existiu um campeonato entre as duas equipes onde a decisão foi parar na justiça, com vitória da equipe alviverde. O São Bernardo Futebol Clube Ltda também foi um adversário de respeito, mas as disputas ficavam mais nos bastidores.

Mudanças drásticas

Em 2005, em uma estratégia de marketing, o Palestra passou a utilizar o vermelho em seu uniforme, cor que o estatuto do clube permite por representar a bandeira italiana, além de mudar o escudo, que ganhou a sigla “SBC”, substituindo “Palestra”, o hino e o mascote, que até então era um periquito, assim como o “Palestra” da capital, e virou um cão da raça São Bernardo.  As mudanças deram certo e o time começou a levar muitos torcedores ao estádio da Vila Euclides durante os jogos da Copa São Paulo e no Paulista Série B, mas as alterações chatearam a “velha guarda” do clube. Em 2006, voltou a usar a cor verde em seu uniforme e o nome “Palestra”.

Time que entrou dentro de campo no empate de 1 X 1 contra o Mauaense pela Segunda Divisão do Campeonato Paulista de 2010

Time que entrou dentro de campo no empate de 1 X 1 contra o Mauaense pela Segunda Divisão do Campeonato Paulista de 2010

Últimos resultados

Depois de terceirizar o departamento de futebol profissional, o clube fez más campanhas nos anos de 2006 e 2007. Em 2008, retomando o departamento que se encontrava desorganizado, a diretoria foi obrigada a licenciá-lo. Atualmente, o Palestra manda seus jogos no estádio Baetão, localizado na Vila Baeta Neves, em São Bernardo do Campo.

Em 2009, os palestrinos puderam ver de perto a equipe contra o São Vicente no estádio Mansueto Pierotti.  Na época, os portões ficariam fechados para a torcida, mas, a suepresa: Estavam abertos. Vitória da equipe alviverde por 3 X 0. O clube tinha uma parceria com o E.C. Santo André, o que lhe garantiu uma boa campanha no Paulistão da Segunda Divisão, mas sem o acesso a divisão seguinte. Em 2011, a equipe disputou seu último estadual da categoria, ficando de fora da segunda fase da competição.

Colaboração: Roberto Rocha

Anúncios

Um pensamento sobre “Querido Palestra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s